Crônica

Conversas profundas

bench-2525080_1920

Há um ditado que diz que você não conhece alguém até que tenha tido uma conversa com a pessoa de madrugada. Porém, eu acredito que não é lei que essa conversa aconteça de madrugada, mas tem que ser uma conversa profunda. Pode ser com qualquer pessoa; amigos, familiares, estranhos (porque não?) e até mesmo consigo mesmo (sim, você pode conversar com o seu reflexo no espelho). Não há muitas exigências para essa conversa acontecer, não precisa ser um tema de preocupação universal, não precisa ter comida (mas é bom quando tem), não são necessárias bebidas (mas pode muito bem ser acompanhada por qualquer bebida da sua escolha).

Você, provavelmente, já teve, pelo menos uma conversa profunda com alguém, então sabe como funciona e sabe que elas não são programadas. Acontecem de repente, sem anúncio, em volta de uma mesa de amigos, durante um funeral, embaixo de uma mesa de festa, no escuro do quarto da sua melhor amiga, em frente a sua casa, no metrô, na parada do ônibus, em uma fila, etc.

A regra de ouro para qualquer conversa decente é respeito. Então, na hora da conversa profunda, essa regra é máxima. Quem já teve uma conversa profunda sabe que comentários estranhos surgem, palavras nunca ditas antes e opiniões que você não esperava da pessoa na sua frente. Na conversa profunda não podem existir julgamentos. No momento em que você julga, a conversa acaba. E apesar das regras, acredita-se que durante uma conversa profunda é preciso liberdade de expressão. Você fala aquilo que vem até a língua, sem filtro. E aceita o outro como ele é.

Na conversa profunda, o questionamento é aberto. Não sabe? Tem dúvidas? Não entendeu? Pergunte. E existe uma troca; alguém perguntou? Você responde. Alguém não entendeu? Você explica. Alguém não sabe? Você ensina. Alguém ensinou? Você aprende. O riso é permitido. Você tem que estar livre, leve e solto, rir de si mesmo, rir do outro e aceitar que todos temos coisas para aprender e ensinar. Na conversa profunda você é você mesmo e outro é ele mesmo. E assim que a conversa acabar, não se fala dela para outras pessoas. Ela existe só no momento em que acontece e serve para ensinar ou aprender, nada mais. Ela nunca vira fofoca.

Anúncios

Um comentário em “Conversas profundas

  1. Excelente tua reflexão…conversas profundas aproximam os interlocutores. Demonstrar respeito e compreensão mutuamente é realmente essencial. É pena que são qualidades raras…
    (Conheci a pouco teu espaço, e estou apreciando muito.)
    Abraço! Fernanda

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s